Desabafo de um Suposto Super Herói

O olhar deles me desmonta.

Ao mesmo tempo que me torna o homem mais forte e poderoso de todo o planeta… me torna o menor de todos!

Por que? Por que somente eu sei, que não sou nem metade de tudo o que eles vem e esperam de mim. O olhar deles (meus filhos) é o olhar de admiração, é um olhar de esperança.

Para o Pedro, eu tenho super poderes.

Sou mais forte que o Super Man. Mais inteligente que o Batman. Mais rápido que o Flash. E as vezes acho que ele me vê mais verde que o Hulk.

Para a Bia, sou o mais bonito, inteligente e o mais forte para protegê-la, um porto seguro.

E por que isso me deixa mais forte e mais fraco ao mesmo tempo?

Primeiro que tudo isso me deixa muito vaidoso.

Segundo, porque sei que não sou nem metade de tudo isso. Não sou nada forte, sou bem devagar na verdade. Não fico verde (seria maneiro), e não sou tão inteligente assim (rs).

Mas acordo todas as manhãs com uma única missão: buscar ser melhor do que ontem… por eles!

Por eles busco conhecimento sem limites.

Por eles trabalho e busco ser forte.

Por eles busco ser uma pessoa melhor.

Por eles luto por um mundo melhor.

Nesse trajeto de buscas e ambições, erro muito.

Principalmente com eles, mas por eles, busco todos os dias ser o super herói que não posso ser!

Desabafo de um pai, da Bia e do Pedro.

LEAVE A COMMENT