Bia uma pré adolescente…

Ela tem crescido rápido, mais rápido do que eu posso acompanhar. Dia a dia se torna uma moça… eu ainda penso que sou pai de uma bebê.

Ela todo dia faz questão de me lembrar que daqui dois anos será uma adolescente e que por sinal hoje ela já usa sutiã.

Eu ainda não sei lidar com esse crescimento, ainda a vejo e a trato como uma criancinha, mas ela já é minha mocinha, tem opinião (forte), já sabe o que quer vestir e a banda favorita.

Tem amigos que eu não conheço e troca número de whatsapp com outros pré adolescentes na Igreja, e lá ela já estuda LIBRAS com adultos.

No Mc Donald’s já pede o número 1 e não mais o Mc Lanche Feliz.

Eu a vejo dormir e ainda vou lá cobrir os pés (ou tirar uma das 4 cobertas que ela faz questão de se cobrir), de dia usa sutiã mas a noite dorme com o ursinho.

Minha menininha cresce e eu preciso mudar os óculos e vê-la como uma moça, e entender que sua necessidades mudaram, suas escolhas tem propósito e que o tempo passa e nós precisamos sair do lugar para não ficarmos para trás.

Preciso entender que ser pai é muito mais que um título e um sentimento, é uma escola e precisamos passar de fases e lutar para não ser reprovado.

Sou Pai da Bia (uma moça) e do Pedro (o bebê da mamãe ainda).

LEAVE A COMMENT